No tempo dividido - Mistagogia da temporalidade na poesia de Sophia

José Rui Teixeira

Resumo


A poesia de Sophia é também uma questão de tempo. É dentro do tempo que se escuta a sua aspiração à unidade e à inteireza. Trata-se de uma poesia eivada de incertezas; mesmo quando revela a posse de uma luminosidade, guarda ainda sombras subtis; mesmo quando os seus contornos intocados sugerem a lisura da superfície, não omite as suas asperezas, a litania rumorosa dos seus augúrios, o lamento – em melopeia – do tempo dividido. O tempo não é encarado apenas como duração, mas sobretudo como intensidade; não é tanto um «tempo quando», mas um «tempo onde». Sendo um «livro de passagem», No tempo dividido (1954) é como uma crisálida, um grito de resgate. É entre a pátria perdida e o corpo perdido que se entretece uma mistagogia da temporalidade. Entre naufrágios, desastres e destroços, Sophia teve «o futuro por memória»; entre o pensamento sem rosto, os gestos sem peso e o olhar atento que nenhum acaso desvia, como Antígona, a sua poesia sobreleva: «Eu sou aquela que não aprendeu a ceder aos desastres».


Palavras-chave


Poesia; Mistagogia; Temporalidade; Teotopia

Texto completo:

PDF

Referências


«Babel e Sião»: Luís de Camões, Lírica, Lisboa, Círculo de Leitores, 1984

Federico Bertolazzi, «Prefácio», in Sophia, No tempo dividido [5.ª ed.]

Hölderlin, Elegias, Lisboa, Assírio & Alvim, 1992

José Rui Teixeira, Vestigia Dei. Sobre a possibilidade de uma leitura teotopológica da literatura portuguesa, Maia, Cosmorama Edições, 2019

José Tolentino Mendonça, «A pintura sonora», in Pentateuco. Pintura de Ilda David’, Lisboa, Assírio & Alvim, 2007

Sophia de Mello Breyner Andresen, No tempo dividido, Porto, Assírio & Alvim, 2013

Sophia de Mello Breyner Andresen, O Cavaleiro da Dinamarca [17.ª ed.], Porto, Figueirinhas, 1985

Sophia de Mello Breyner Andresen, O nome das coisas, Lisboa, Moraes Editores, 1977.




DOI: https://doi.org/10.23925/2236-9937.2021v23p180-193

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Filiada:

Apoio:


Teoliteraria está indexada em:

     

    

  

                         

 

 

 

 

 

Presença da Teoliteraria em Bibliotecas no exterior:

 

                         
                               
            
                        
                       
              
                              
                                          
                       
                
                             

 

           

  

 



  

     
 Está obra está licenciada sobre uma Creative Commons Attribution 4.0 International License.