Dostoiévski: das influências românticas às convicções religiosas

Arlene Fernandes

Resumo


A obra de Dostoiévski entrou no ocidente europeu como uma crítica perversa que lançava nova luz aos movimentos intelectuais que dominavam o contexto de então. Esse desafio às doutrinas ocidentais, sob a forma de uma dramatização das consequências morais, revela aquilo que está escondido nas partes mais recônditas de nossas teorias. Portanto, no presente artigo, busca-se analisar as críticas do romancista russo às ideologias racionalista e romântica, bem como em que sentido essa concepção é elaborada enquanto uma crítica da modernidade, porém nos termos de um discurso moderno. Por fim, a interpretação do autor acerca do cristianismo do povo russo será apresentada enquanto um aceno de transcendência que será determinante na composição de suas obras futuras e redefinirá suas convicções religiosas.


Palavras-chave


Dostoiévski; Cristianismo; Modernidade; Racionalismo; Romantismo

Texto completo:

PDF

Referências


DOSTOÏEVSKI, Fiodor. Correspondance. Tome 1, 1832-1864. Edition intégrale, présentée et annotée par Jacques Catteau. Traduit du russe par Anne Coldefy-Faucard. Paris: Bartillat, 1998.

DOSTOÏEVSKI, Fiodor. Correspondance. Tome 2, 1865-1873. Edition intégrale, présentée et annotée par Jacques Catteau. Traduit du russe par Anne Coldefy-Faucard. Paris: Bartillat, 2000.

DOSTOIEVSKI, Fiódor. Diario de un escritor: crónicas, artículos, crítica y apuntes. Traducción de Elisa de Beaumont Alcalde, Rugenia Búlátova y Liudmila Rabdanó. Madrid: Páginas de Espuma, 2010.

DOSTOIÉVSKI, Fiódor. Memórias do subsolo. Tradução do russo de Boris Schnaiderman. 6. ed. São Paulo: Editora 34, 2009.

DOSTOIÉVSKI, Fiódor. O Crocodilo e Notas de inverno sobre impressões de verão. Tradução do russo de Boris Schnaiderman. 4. ed. São Paulo: Editora 34, 2011.

FRANK, Joseph. Dostoiévski: os efeitos da libertação, 1860-1865. Tradução de Geraldo Gerson de Souza. São Paulo: Edusp, 2002.

FRANK, Joseph. La conversion siberienne de Dostoïevski. In: CATTEAU, Jacques; ROLLAND, Jacques (orgs). Les Cahiers de La nuit surveillée. n. 2. Editions Verdier, 1983.

GIRARD, René. Mentira romântica e verdade romanesca. Tradução do francês de Lilia Ledon da Silva. São Paulo: É Realizações, 2009.

SCHNAIDERMAN, Boris. Crítica ideológica e Dostoiévski. Transformação – Revista de Filosofia. Vol. 1, p. 105-116. Marília: UNESP, 1974.

SCHNAIDERMAN, Boris. Turbilhão e semente: ensaios sobre Dostoiévski e Bakhtin. São Paulo: Duas Cidades, 1983.

TCHERNICHÉVSKI, Nikolai. O que fazer? Tradução do russo de Angelo Segrillo. Curitiba: Prismas, 2015.

TURGUÊNIEV, Ivan. Pais e filhos. Tradução do russo de Rubens Figueiredo. São Paulo: Cosac Naify, 2011.




DOI: https://doi.org/10.19143/2236-9937.2018v8n16p231-247

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Filiada:

Apoio:


Teoliteraria está indexada em:

     

    

  

                         

 

 

 

 

 

Presença da Teoliteraria em Bibliotecas no exterior:

 

                         
                               
            
                        
                       
              
                              
                                          
                       
                
                             

 

           

  

 



  

     
 Está obra está licenciada sobre uma Creative Commons Attribution 4.0 International License.