Rastros do sagrado: O encontro entre literatura e teologia em Nikos Kazantzákis

José Renato Santos

Resumo


Tendo por referência a vida e a obra do escritor grego Nikos Kazantzákis (1883-1957), o artigo pretende realizar uma abordagem acerca do encontro entre literatura e teologia no referido autor. Trata-se aqui de insinuar a complementariedade entre as duas disciplinas – o que não significa concordância plena entre elas – tendo por base a criação literária de Kazantzákis. Com efeito, procurar-se-á acompanhar um pouco da sua incansável busca pelo sagrado e como os rastros desse esforço se expressam em sua arte literária. Para isso, num primeiro momento, apresenta-se um episódio específico da vida do escritor, sua peregrinação de quarenta dias ao importante centro monástico ortodoxo do Monte Athos, cuja experiência foi relatada e comentada por ele mesmo em alguns de seus textos, oferecendo indicações a respeito de algumas de suas principais intuições teológicas. A partir daí, procura-se refletir sobre os aspectos da literatura de Kazantzákis que trazem indícios daquilo que pode ser chamado de uma teologia da luta.


Palavras-chave


Literatura; Teologia; Kazantzákis

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19143/2236-9937.2016v5n9p105-119

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Filiada:

Apoio:


Teoliteraria está indexada em:

     

    

  

                         

 

 

 

 

 

Presença da Teoliteraria em Bibliotecas no exterior:

 

                         
                               
            
                        
                       
              
                              
                                          
                       
                
                             

 

           

  

 



  

     
 Está obra está licenciada sobre uma Creative Commons Attribution 4.0 International License.