O realismo fisicalista no atomismo contemporâneo pré-quântico

Eduardo Simões

Resumo


Resumo

O presente artigo é parte de uma trilogia que versará sobre a historiografia do atomismo nos séculos XIX e XX. A proposta geral do projeto é apresentar as teorias atômicas sob os seguintes prismas: i) do realismo fisicalista; ii) do antirrealismo científico; e iii) da relação entre atomismo e metafísica nesses mesmos séculos. O que ora se apresenta, portanto, é a primeira parte do primeiro tema dessa trilogia, que trata do realismo fisicalista pré-quântico. Afirma-se isso porque a segunda parte, necessariamente, há de versar sobre o realismo fisicalista no interior da própria mecânica quântica, que está atrelado às interpretações ortodoxas dessa mesma teoria. Aqui, por ora, o que apresentamos como realismo fisicalista, fixa-se na concepção histórica de uma ciência Física que acredita na realidade dos objetos em si, de que eles existem, e cuja existência independe da nossa mente. Essa parece ter sido a postura interpretativa das teorias aqui expostas, que admitem a existência do mundo fora das nossas mentes, mas que veem como imprescindível a atuação da razão no deciframento da própria realidade.

Palavras-chave: atomismo, realismo, Física, séculos XIX e XX.

 

Abstract

This article is part of a trilogy that will deal with the historiography of atomism in the 19th and 20th centuries. The general proposal of the project is to present atomic theories under the following points of view: i) physicalist realism; ii) scientific anti-realism; and iii) the relationship between atomism and metaphysics in those same centuries. What is now presented, therefore, is the first part of the first theme of this trilogy, which deals with pre-quantum physicalist realism. This is stated because the second part, necessarily, must deal with physicalist realism within quantum mechanics itself, which is linked to the orthodox interpretations of that same theory. Here, for now, what we present as physicalist realism is fixed on the historical conception of a Physical science that believes in the reality of the objects themselves, that they exist, and whose existence is independent of our mind. This seems to have been the interpretive stance of the theories exposed here, which admit the existence of the world outside our minds, but which see the role of reason in deciphering reality itself as essential.

Keywords: atomism, realism, physics, 19th and 20th centuries.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/2178-2911.2020v22p47-66

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM