Estresse ocupacional no contexto de trabalho dos auditores independentes

Sarah Maria Rodrigues de Vilhena, Diego de Queiroz Machado, José Carlos Lázaro da Silva Filho, Juliana Vieira Corrêa Carneiro, Joel Isaac Guimarães Muniz

Resumo


A busca por atender diferentes demandas e pressões relacionadas a uma rotina típica do estilo de vida moderno pode resultar em diversas consequências biopsicossociais em função do estresse. Nesse contexto, esta pesquisa quantitativa do tipo survey visa investigar características do estresse ocupacional no trabalho dos auditores independentes. Para obtenção de dados, utilizou-se de questionário estruturado a partir do Inventário de Sintomas de Stress de Lipp, das Escalas de Coping Ocupacional e de Bem-Estar no Trabalho. Como resultado, pode-se identificar uma predominância de indivíduos na fase resistência de estresse e o maior número de sintomas em profissionais no início da carreira.


Palavras-chave


Estresse ocupacional; Coping ocupacional; Auditores independentes.

Texto completo:

PDF EPUB XML


DOI: https://doi.org/10.23925/recape.v11i2.47876

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

ISSN 2237-1427