Desempenhos econômico e financeiro dos clubes de futebol participantes dos campeonatos brasileiros das séries A, B e C no ano de 2017

Raidan Iago dos Santos, Valdemir da Silva, Carlos Everaldo Silva da Costa, Paulo Sérgio Cavalcante

Resumo


O estudo tem por objetivo evidenciar os desempenhos econômico e financeiro dos clubes que participaram das séries A, B e C dos campeonatos brasileiros no ano de 2017, caracterizando-se metodologicamente como descritivo, documental e investigativo a fim de angariar informações da amostra de 38 clubes. Para esclarecer a situação econômico-financeira, foram utilizados indicadores usualmente colocados pela literatura e aplicada estatística descritiva para relacionar e evidenciar os resultados concluídos em cada série analisada. Os resultados revelaram, em suma, que os clubes das séries A, B e C possuem um aspecto financeiro deficiente e econômico pouco lucrativo, o que fica claro com à exposição dos indicadores. No teste comparativo entre médias, os resultados mostraram que os clubes da série A conseguem obter lucratividade (ML) maior que os clubes da série B e ainda conseguem obter retorno sobre os investimentos totais (RSA) maior que os clubes da série C. Os clubes da série B apresentam uma alta dependência de recursos de terceiros (PCT), maior que os clubes da série C, entretanto, obtêm lucratividade maior diante de seus investimentos totais (RSA).


Texto completo:

PDF

Referências


Assaf Neto, A. 2010. Estrutura e Análise de Balanços: um enfoque econômico-financeiro.

ed. São Paulo: Atlas.

Backes, N. A. et al. 2009. Indicadores contábeis mais apropriados para mensurar o desempenho financeiro das empresas listadas na bovespa. Estratégia e Negócios, v. 2, n. 48.

Dantas, G. Da S., Machado, M. A. V. & Macedo, M. A. Da S. 2005. Fatores determinantes da eficiência dos clubes de futebol do brasil. Advances in Scientific and Applied Accounting, v. 8, n. 1, p. 113–132.

Dantas, M. G. Da S. & Boente, D. R. A. 2011. Eficiência financeira e esportiva dos maiores clubes de futebol europeus utilizando a análise envoltória de dados. Revista de Contabilidade e Organizações, v. 5, n. 13, p. 75–90.

Filho, C. O. R. B. 2016. Análise Econômica e Financeira dos principais clubes do futebol brasileiro no período de 2011 a 2015.

Frey, I. A. & Hoffmann, V. M. P. 2017. Rentabilidade, liquidez e endividamento dos clubes catarinenses: uma análise econômico-financeira das agremiações de futebol do estado. p. 18.

Gil, A. C. 1999. Método e Técnicas de Pesquisa Social. 5. Ed. São Paulo: Atlas.

Ibge - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2017. Indicadores IBGE. Rio de Janeiro. Disponível em: .

Jahara, R. D. C., Mello, J. A. V. B. & Afonso, H. C. A. Da G. 2016. Proposta de Índice Padrão e Análise de Performance Financeira em 2014 dos Clubes Brasileiros de Futebol da Série A. PODIUM Sport, Leisure and Tourism Review, v. 5, n. 3, p. 20–40.

Lucente, A. & Bressan, P. 2015. Análise de Índices Financeiros: Estudo de Caso do Sport Club Corinthians Paulista no Período de 2008 a 2013. PODIUM Sport, Leisure and Tourism Review, v. 4, n. 3, p. 185–196.

Maestri, R. F. 2017. Clubes de Futebol Brasileiro da Série A de 2016: Uma Análise do Indicativos de Liquidez e de Endividamento.

Marion, J. C. 2006. Análise das demonstrações contábeis: contabilidade empresarial. 3. ed. São Paulo: Atlas.

Pereira, A. G. C. et al. 2015. Eficiência técnica e desempenho econômico-financeiro dos clubes de futebol Brasileiros. Revista Reuna, v. 20, n. 2, p. 115–138.

Pereira, C. A. et al. 2004. A gestão estratégica de clubes de futebol: uma análise da correlação entre performance esportiva e resultado operacional. IV Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, p. 15.

Prado, T. A. Dos R. & Moreira, F. S. A. 2014. Tratamento Contábil adotado pelos Clubes de Futebol no Registro de Atletas Profissionais e Amadores : um estudo das Demonstrações Contábeis do Exercício Social de 2012. XIV Congresso Controladoria e Contabilidade USP, p. 16.

Proni, M. W. 1998. Esporte-espetáculo e futebol-empresa. 1998. 270 f. Tese (Doutorado) - Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas. Campinas.

Rezende, A. J. & Dalmácio, F. Z. 2015. Práticas de Governança Corporativa e Indicadores de Performance dos Clubes de Futebol : uma Análise das Relações Estruturais. Contabilidade, Gestão e Governança, v. 18, n. 3, p. 105–125.

Santos, A. F. Dos & Greuel, M. A. 2010. Análise da gestão financeira e econômica dos clubes brasileiros de futebol: uma aplicação da análise das componentes principais. XIII Seminários em Administração - SEMEAD, p. 16.

Silva, C. V. D. G. F. & Campos Filho, L. A. N. 2006. Gestão de Clubes de Futebol Brasileiros: Fontes Alternativas de Receita. Revista Eletrônica Sistemas & Gestão, v. 1, n. 3, p. 195– 209.

Silveira, A. VI. Da. 2014. Análise econômico financeira: estudo de caso do estado de solvência dos clubes de futebol brasileiros. 2014. 136 f. Monografia (Graduação em Administração) - Departamento de Administração, Universidade de Brasília. Brasília.

Silveira, A. 2004. (Coord.). Roteiro básico para apresentação e editoração de teses, dissertações e monografias. 2. ed. Blumenau: Edifurb.

Sports Value. 2018. Finanças dos clubes brasileiros em 2017. São Paulo.

Vieira, J. V. S. 2017. Influência de Resultados Contábeis no Desempenho de Times Brasileiros no Ranking de Clubes da CBF. 2017. 35 f. Monografia (Graduação em Ciências Contábeis) - Depatamento de Ciências Contábeis e Atuariais, Universidade de Brasília. Brasília.




DOI: https://doi.org/10.23925/cafi.v3i1.45039

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

A Revista CAFI apoia a Declaração de São Francisco sobre Avaliação de Pesquisa (DORA)

 Cirad assina a Declaração de São Francisco sobre a avaliação da pesquisa (DORA). Logo da iniciativa DORA



Indexadores

Conforme Qualis único de  2017-2018 (divulgado em 2019)


 

 

 

logo

 

Diretórios 

 

 

 

 

Creative Commons

 

A Revista Cafi adota a licença do CC-BY Creative Commons Attribution 4.0

 


ISSN 2595-1750